segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Matpakke (pacote de comida literalmente, ou simplesmente lanche)

Uma das coisas mais norueguesas que existem é o lanche que todos que trabalham das 8 às 16 tem que preparar todo santo dia para comer no trabalho. Como aqui na Noruega comprar um almoço num restautante é impensável por causa dos preços (nunca se ouviu falar em vale-refeição) e não é costume almoçar comida quente, a única solução é o matpakke. Eu costumo comer o meu lá pelas 11 horas da manhã, pois o café-da-manhã que eu tomo às 6:30 já fora digerido há tempos. Mas, não basta fazer um lanchinho qualquer, não, o matpakke
norueguês tem algumas características muito particulares:

Primeiro, tem que fatiar o pão, que se compra no supermercado e não é nada fresquinho. Tem como fatiar o pão numa máquina que todo supermercado tem, mas aí o pão fica logo seco. O matpakke médio tem cerca de quatro fatias.

Depois, abra a geladeira e pegue manteiga, frios, geléia, queijo, patê de fígado, maionese (aqui vendida em tubos que nem pasta de dente), caviar (aqui vendido em tubos que nem pasta de dente também e cujos fama e sabor passam longe do famoso Beluga.

Passe manteiga em cada fatia e coloque o que desejar sobre cada uma, de acordo com seu gosto pessoal. Empilhe uma fatia sobre a outra, sem esquecer de colocar um mellomleggspapir entre cada uma delas. Existe até mellomleggspapir decorado.


Feito isso, embrulhe a torre de fatias de pão no matpakkepapir, que é um papel parecido com papel manteiga e feito só para embrulhar matpakke. O matpakke está prontinho. Coloque o matpakke em um saco plástico transparente (claro, próprio para matpakke) junto com frutas e/ou iogurte e nãon esqueça de colocá-lo na bolsa/mochila. Esquecer um matpakke em casa é uma tragédia, pois isso significa passar fome na hora do almoço ou ter que gastar preciosas coroas comprando sanduíche pronto no mercado/cantina.

Agora, imagine uma pessoa que trabalha em média 60 anos aqui na Noruega (aqui se aposenta por idade, 67 anos para homens e mulheres). São 60 anos de matpakke todo dia! Claro que depois de alguns anos todos se cansam do matpakke, aí inventam pållegg (coisas para se colocar sobre a fatia de pão) diferentes. Eu já vi colegas comerem banana e maçã sobre o pão, mas deve ter pessoas ainda mais criativas.

A conclusão é que o matpakke é mais uma necessidade do que um prazer. Não dá para não enjoar de comer o mesmo tipo de lanche anos e anos a fio. Tanto é que uma dupla muito querida na Noruega fez até uma música que explica melhor do que ninguém o sentimento dos noruegueses pelo matpakke. É uma música para crianças, mas tem muito adulto que se identifica com a situação que eles descrevem na canção.



Matpakkevise (Cantiga do lanche) - Knutsen og Ludvigsen

Det er ikke morsomt å spise sin mat, (não tem graça nenhuma comer sua comida)
når den ligger i pakke og ikke på fat. (quando ela está em um pacote e não em um prato)

Den øverste skiven var med syltetøy, (A fatia de cima tinha geléia)
den satt fast i papiret som med vinden fløy. (mas a geléia grudou toda no papel que voou com o vento)

Så skulle jeg starte med nummer to, (Aí eu ia começar com a fatia número dois)
men den var spist fra før fordi den var så god. (mas essa eu tinha comido antes por que estava tão gostosa)

I to halve hadde jeg delt skive tre, (Eu dividi a terceira fatia en dois,)
da den ene var spist, var den andre falt ned. (quando eu comi uma fatia, a outra caiu no chão)

Den fjerde var med majones og tomat, (a quarta tinha maionese e tomate)
majonesen var klemt ut tomaten var flat. (a maionese ficou esmagada para fora da fatia e o tomate ficou achatado)

Den osten jeg hadde på skiven til sist, (o queijo que eu tinha na última fatia)
satt fast under den forrige som jeg hadde spist. (ficou colado na outra fatia que eu já tinha comido)

Nei, det er ikke morsomt å spise sin mat, (não, não tem graça nenhuma comer sua comida,)
når den ligger i pakke og ikke på fat. (quando ela está em um pacote e não em um prato.)

4 comentários:

  1. HUahauahuahauaha! Gargalhei com a musiquinha, so true!

    beijo

    ResponderExcluir
  2. realmente é interessante observar como esse costume de trocar o almoço por lanche é real aqui. Até a gente que é de fora acaba entrando na dança, né? Só tenho dificuldade de comprar os acompanhamentos para fazer o meu próprio matpakke. Ex: na foto tem um picles, mas não achei no mercado hehe os cremes para passar no pão são de vários sabores, mas.. não tenho a menor ideia de que sabor escolher :-)
    Estou tentando aprender um pouco dessa praticidade norueguesa, mas ainda sou beginner!
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Li esse post há um tempo atrás mas no outro blog e não pude deixar comentário, mas só depois do seu post foi que fiquei sabendo desse papel, comprei no outro dia, assim evito usar alumínio e plástico. Valeu pela dica!
    Ah, mas na semana seguinte deixei de levar minha matpakke pra escola, porque passamos a terminar mais cedo e venho comer em casa. Mas agora aderi ao papel de todo jeito.

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Muito interessante! Gostei de ler.

    ResponderExcluir